segunda-feira, 4 de abril de 2011

Não sei quem sou

Nada em mim funciona bem quando você não está.
Meus pés vagam sem destino por não poderem me levar até você.
Meus olhos navegam pelo vazio na esperança de que a qualquer momento aparecerás de surpresa.
Minhas mãos buscam aflitas o contorno do teu corpo.
Minha boca padece a procura da tua.
Meu coração, esse nem o tenho mais.
Ele foi embora junto a você, age por conta própria e se recusa a voltar
Sem você eu não passo de um casulo vazio,
Algo que por não servir mais e foi deixado pelo caminho.

1 comentários:

Wesley Rocha disse...

seguindo, segue o meu tb

http://o-blogdotrem.blogspot.com/

Postar um comentário

Followers